[ resenha + SORTEIO ] Cemitérios de Dragões, Raphael Draccon @editorarocco

Em diferentes pontos do planeta Terra, cinco pessoas com histórias e origens completamente distintas desaparecem por motivos variados e acordam numa outra realidade. Em meio a guerras envolvendo demônios, dragões, homens-leão, seres fantásticos e metal vivo, os cinco precisam compreender os motivos de estarem ali e combater um mal que talvez não possa ser impedido. Este é o mote de Cemitérios de dragões, o novo romance de Raphael Draccon, que marca a estreia do selo Fantástica. No livro, o autor de Dragões de Éter apresenta uma versão moderna e adulta de um universo inspirado por séries queridas por toda uma geração como Jaspion, Changeman, Flashman, Black Kamen Rider e Power Rangers.

Foi com expectativa que peguei o primeiro livro da nova trilogia de Raphael Draccon, publicado pela Rocco (selo Fantástica), com o título de Cemitérios de Dragões – Legado Ranger. Já li dois livros do autor: Fios de Prata e Espíritos de Gelo (ainda devo a leitura de Dragões de Éter) e curti ambos. Draccon já tem um nome consolidado na literatura fantástica brasileira e, por onde passa, por causa de seus livros, mas também pelo seu carisma, deixa uma leva de aficionados.

Além do nome, ele também já tem estilo de narrativa – na verdade, o consolida nesse lançamento. Você pode me dar um livro com uma capa preta que, pela narrativa dele, vou saber que é do Draccon. Essa individualidade é importante e tem ligação com o que disse no parágrafo anterior: carisma. Mas, aqui, a literária. Então, o que você pode esperar de Cemitérios de Dragões é: tiradas engraçadas, algumas reflexivas, ação (muita!), referências à cultura pop/nerd e fantasia. E o saldo, para mim, foi bem positivo.

Os capítulos curtos, com uma narrativa mais ágil caiu como uma luva para o livro, que possui diversos pontos de vista. No início, estranhei um pouco até me acostumar, mas, ao passar do quinto capítulo já sabia sobre qual personagem focava aquele pdv. Isso é resultado de personagens bem desenvolvidos, com características claramente delineadas, sem deixar espaço para confusão entre as muitas vozes que há no livro.

Essa narrativa despachada, porém, não interfere no nível de detalhamento do livro. Raphael gasta bons parágrafos descrevendo o mundo, seres criados e as cenas de luta de tirar o fôlego. Mas não de um modo que fique enfadonho, e, sim, fazendo do livro uma viagem visual. Sinceramente, acho que daria uma ótima HQ ou animação.

Mais uma vez falando sobre os personagens, destaco a dupla Romain e Daniel, que é mega engraçada. Daniel é ainda mais interessante (para mim, o personagem melhor construído), pois ele consegue balancear humor e situações sérias; a bem da verdade, ele me mostrou que ser corajoso é uma escolha, porque mesmo quando sentia medo, ele pensava, analisava, mas ia lá resolver a questão apesar dos perigos. Os demais personagens passam por uma evolução bacana no livro, só fiquei um pouco reticente com a Ashanti (uma guerreira originária da República de Ruanda), que, para mim, no final, se mostrou “vulnerável demais”.

Nem tudo é ação. Há espaço para algumas reflexões e exploração de emoções dos personagens, especialmente o pdv de Mihos e Ashanti, e até mesmo Derek, o militar norte-americano. Aliás, gostei muito do fato de os protagonistas virem de partes diferentes do mundo. Abriu a possibilidade para falar de diferentes culturas e ainda mostrar que somos iguais: independente de tudo.

As referências à cultura pop/nerd são várias: Harry Potter, Kill Bill, Power Rangers, Star Wars etc etc etc. Elas se encaixaram muito bem no contexto da história e não saltam aos olhos, como “Oie! Sou uma referência!”. Pelo contrário, são sutis, e, para quem gosta, vai ser uma diversão ficar descobrindo quais são. É como se o livro tivesse alguns “easter eggs”.

A parte gráfica do livro é linda. Desde a capa, até o miolo, percebe-se um cuidado da editora com a obra. Gostei também do recurso utilizado, de fontes diferentes, para línguas de seres de mundos diferentes. Visualmente ficou bacana, trazendo personalidade às falas daqueles personagens.

Quase terminando a leitura, enquanto Cemitérios de Dragões caminhava para as cinco estrelas, algo me fez tirar umazinha. No final, senti algumas situações acontecendo de forma acelerada, sem muitos questionamentos. Foi como se todos tivessem aderido a uma causa em segundos e panz! “Cadê a minha roupa ranger?”

Por fim, Cemitérios de Dragões, com sua trama bem trabalhada, recheada de cenas de ação, seres fantásticos e humor, se destaca, para mim, como o melhor livro do Draccon. Indico e quero a continuação para ontem.

Título: Cemitérios de Dragões – vol 1 – Legado Ranger Autor: Raphael Draccon Páginas: 352 Editora: Rocco Ano: 2014 Avaliação: 4.0

E vai rolar sorteio do livro no blog! :D Participe!;)

a Rafflecopter giveaway

30 comentários a “[ resenha + SORTEIO ] Cemitérios de Dragões, Raphael Draccon @editorarocco”

  1. Tenho vários amigos que já lerão Dragões de Éter e super me indicaram, mas ainda não li. Do jeito que você descreveu essa nova obra a citação às outras me deixou ainda mais curioso sobre elas. Com certeza que vou querer ler.

  2. Comprei o box de Dragões de Éter na bienal. Acho meio mensagem subliminar as trilogia dele ter sempre Dragões no título hahaha
    Preciso ler logo, várias pessoas me indicam.
    Beijos Gleice ^^

  3. Não sou lá a maior fã de fantasia que existe (até porque nem HP eu li ainda), mas depois do hangout lá no geek freak, da resenha e de toda a divulgação, eu fiquei curiosa com esse livro. Nunca li nada do Draccon, por isso espero gostar bastante!!
    Beijos

  4. Nunca li nada do Draccon mas conheço muita gente que já leu e sempre me indicam a leitura de seus livros, porém nunca tive muito interesse .Mas gostei muito da sinopse e da resenha, acho que vou dar uma chance a ele.

  5. Bom! Ainda não li o livro.
    Mais tô mega ansioso para ler…
    Vi o Hangout que foi feito e me atiçou ainda mais a vontade de ler! Gosto muito de Power Ranger e Harry Potter “se tem alguma coisa a ver com eles” é lógico que irei ler.

    Lendo ainda ainda mais esse post! Duplicou minha curiosidade em ler o livro.

    Não vejo a hora de ler!
    E confirmar tudo isso que você comenta nesse post.

  6. Esse livro parece ser bastante interessante. Principalmente tendo como inspiração (? ) diversas obras já bastante conhecidas. Do jeito que descreveu a escrita dele, parece que vou gostar (ainda não li nenhum livro dele :o :'( ). Fiquei bem curioso para a leitura agora e o plot também chama a atenção (e não só por ter dragões envolvidos).

  7. Tive a honra de conhecer o Draccon quando ele veio para a minha cidade, é impossível descrever dragões de éter, e esse ainda não li. Minha leitura atual dele é ”espíritos de gelo” simplesmente fantástico também.

  8. Estou quase no final do livro e estou com muitas expectativas. Os outros livros dele são ótimos. Achei a narrativa desse bastante diferente com diálogos bem mais profundos.

  9. Já li todos os livros do Raphael e sempre me surpreendo. A escrita dele é muito envolvente e quando começo a ler não consigo mais parar!! Me apaixonei por Dragões de Éter e não me decepcionei até hoje!! To super ansiosa pelo Cemitérios de Dragões <3

  10. Ótima resenha, estou ansioso para ter o livro em mãos e muito ansioso para conhecer mais deste autor que ouso tanto falar mas até hoje não tive a oportunidade de dar uma chance. E claro, tem dragões! haha :)

  11. Simplesmente amo livros de fantasia e aventura. Pelo o que li na resenha esse livro me trará uma experiência marcante e fascinante. Adoraria tê-lo em minhas mãos. *-*

  12. Olá, Gleice! Esse é meu primeiro comentário no blog rs essa semana comecei a assistir seus vídeos e ler algumas das resenhas por aqui e digo que tudo me agradou <3 fora que os vídeos são comédia pura e aprendi a não vê-los a noite AHAUHAUAHAUHAUHA (acordar todo mundo tks tks).
    Bom, eu nunca li nada do Raphael Draccon (e aproveitando, nem da Carol). Eu nem sei direito o motivo, mas fico com pé atrás de me decepcionar… (nem é preconceito com "livro brasileiro", lógico que não). Maaaas, vendo 4 estrelas que você deu, acho que vou arriscar.
    E sério, power rangers??? geeeente, que nostalgia, que saudade da minha infância haha
    Eu gostei disso de ter tipo easter eggs no livro. Eu a-m-o referências à cultura pop/nerd <3 muito amor.

    Enfim, mesmo se eu não ganhar, vou comprar o livro. Sua resenha me deixou curiosa.

    Beeeijos!

  13. Gostei muito do jeito como você descreveu o livro, me deixou ainda mais ansioso para ter em mãos todas essas páginas de “Cemitérios de Dragões”. Por ser um livro de fantasia e ainda de um autor brasileiro, acredito que vale muito a pena se dedicar em conhecer o que nossa própria literatura pode nos oferecer de uma forma que possa também atingir o público jovem e adulto utilizando esses outros moldes de ficção.

  14. Achei muito legal pela sua resenha, apesar de achar muito plagio de percy jackson e uma pitada de deuses americanos, ainda assim gostei. Hoje em dia é dificil ter ideias de livros ou filmes que ja nao existam. Ideias inovadoras estao cada vez mais raras

  15. Achei a resenha bem interessante, mesmo sentindo uns spoilers bem sutis aqui e ali, rs. Sempre quis ler Dragões de Éter, mas nunca tive os livros em mãos. Fiquei bem curioso com esse livro, e quero lê-lo logo, rs

  16. Odeio esperar por continuação. Acredita que nunca ouvi falar do Raphael Draccon, a capa ficou linda, adorei a sua resenha, é um livro, que pela sua resenha, eu daria a chance de com certeza ler.

    Beijoca.

  17. Quero tanto esse livro.
    Já li todos os livros do Draccon (e Dragões de Éter está recomendadíssimo, pode ler <3). Desde que soube desse livro fiquei louca pra ler, mas cadê dinheirinho? :(
    Sua resenha só aumentou ainda mais minha vontade de ter e lê-lo haha

  18. O s livros do Rafhael Draccon são o máximo, o melhor escritor brasileiro da atualidade já li os dragões de Éter e ele merece destaque em qualquer biblioteca ou estante de Aventura Fantastica, o meu box, esta junto com o senhor dos anéis, Cronicas de gelo e fogo e estou demorando para pegar o cemitério de dragão, pois sempre fico querendo um continuação…

  19. Eu nunca li nada do autor, mas tenho certa curiosidade de ler algo dele. Achei este livro incrível e com essa resenha estou mais impressionado com ele, achei a capa maravilhosa, me encantei com ela. Achei bem legal saber das referencias nas séries de tv. Quero muito lê-lo logo.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>