Arquivo da categoria: Colunas

[ notícias ] Transmissão direto da Torre!

PARA TUDO. Mas tudo MESMO pra escutar isso aqui óh: 

Surtei quando ouvi essa transmissão do Emir direto da Torre. Siiiiiiiiiiiim! Emir ganhou voz e… Gah! (#TeamEmirForever) Tô surtandooooooooooooo!

Ok. Respira, Gleice.

Identificaram a voz? Oh, yeah. Eis Leonardo Oliveira ganhando o mundo (Yo! o/) em mais um ótimo trabalho.

E se você não tá entendendo nada do que tô falando, calma que vou explicar.

Emir é um dos personagens de A Torre Acima do Véu (Giz Editorial), novo livro de Roberta Spindler (já em pré-venda na Saraiva!). Livro, aliás, que fui leitora beta e, tipo, Beta lacrou o mundo com a história. Ela não decepciona. Mesmo.

Não é segredo pra ninguém que sou fã da autora. Assim, coisa de tiete de carteirinha, presidente de fã-clube e tals, porque sou dessas. Pra mim, na atualidade, ela é a melhor escritora de ficção/fantasia/distopia/qualquer-coisa dessa nova leva de autores nacionais. Ponto. Fim. Deal with it.

Continuar a ler

[ novidades literárias ] Cia das Letras – Abril/14 – @cialetras

Oie, gente! *acena*

Sei que ali no título tá como se fosse só lançamentos de Abril, mas vou adiantar um ou dois de Maio. :P Bora?

À primeira vista, Jane Austen e Charlotte Brontë parecem radicalmente opostas. Austen representa a elegância e a proporção neoclássica, parodiando excessos literários e criticando as fraquezas humanas. Brontë, por sua vez, imprime em sua escrita toda a paixão e a extravagância do espírito romântico, não raro com forte influência da fantasia. Numa época em que a literatura popular era considerada perigosa para a mente das jovens, a erudição precoce, a originalidade e a liberdade de espírito aproximam essas duas autoras. Ambas tinham como personagens centrais mulheres, sendo responsáveis pelos retratos mais marcantes de lealdade e dedicação feminina da literatura inglesa. E ambas constroem as suas heroínas como produtos do condicionamento feminino da época, cujas expectativas sociais eram muito restritas. Austen e Brontë tiveram uma produção bastante fértil na juventude, reunida neste livro, a qual parece encontrar uma espécie de equilíbrio no conflito entre a moral individual e social, criando heroínas complexas que se destacam por sua coragem e independência.

Continuar a ler

[ novidades literárias ] Intrínseca – Abril/14 – @intrinseca

Oie, gente! *acena*

Hoje é dia de mostrar os lançamentooooos da Intrínseca! Vamos falir felizes? Porque, tipo, quero vários. HAHAHAHAHAHA

Jodi e Todd estão juntos há 20 anos e, aparentemente, levam uma vida invejável. Todd é um empreiteiro bem-sucedido que pode bancar alguns luxos, como o enorme apartamento com uma vista deslumbrante para o lago, um Porsche (dele) e um Audi (dela) na garagem, e o estilo de vida de Jodi. Psicoterapeuta, ela atende em casa apenas dois clientes por dia, e tem tempo de sobra para as sessões de pilates, as aulas de arranjos florais, os passeios com Freud, o golden retriever do casal, e o preparo das refeições gourmet de que tanto gosta. Essa fachada perfeita, porém, está prestes a ruir. Todd é um adúltero incurável, e Jodi sabe disso. Ela é a esposa silenciosa, preparada para tolerar as traições do marido com o intuito de manter as aparências. Até que Todd sai de casa — para viver com uma mulher com metade da idade dela, filha de seu melhor amigo. Magoada, humilhada e, por fim, financeiramente abalada, Jodi começa a contemplar o assassinato como uma opção razoável.

***
Continuar a ler

[ novidades literárias ] Galera Record – Abril/14 – @galerarecord

Opa! Beleza, gente? Vou mostrar pra vocês alguns lançamentos da Galera Record de Abril que achei interessante. Vamos lá?

Desde a terrível guerra nuclear que assolou a Terra, a humanidade passou a viver em espaçonaves a milhares de quilômetros de seu planeta natal. Mas com uma população em crescimento e recursos se tornando escassos, governantes sabem que devem encontrar uma solução. Cem delinquentes juvenis — considerados gastos inúteis para a sociedade restrita — serão mandados em uma missão extremamente perigosa: recolonizar a Terra. Essa poderá ser a segunda chance da vida deles… ou uma missão suicida.

.

***

Continuar a ler